Just another WordPress.com weblog

Posts tagged ‘amor’

Tc comigo ?

  Parece uma eternidade que não tenho aquelas nossas conversas, aquele nosso conforto de nunca termos nos conhecido e mesmo assim é como se nos conhecêssemos uma vida inteira. 
   Eu sinto saudade de alguém para conversar, alguém não, talvez eu sinta saudades de conversar com você mesmo, falar de como anda a minha vida e de como anda a sua ou até mesmo falar de nossas futilidades, tanto faz, o que importa é que eu preciso falar com você, sabia que uma das coisas que mais me faz lembrar de você é o gosto musical, talvez a sua vida sempre tenha um roteiro musical para acompanhar e é inevitável ouvir algumas musicas e não lembrar de ti. As vezes eu vou para sua cidade e fico pensando em te visitar, mas se passaram alguns anos não é mesmo? eu acho que está na hora de nos encontrarmos nas palavras novamente, acho que estou precisando conversar com você.
   Mas eu não sei por onde começar, eu não sei mas quem você é e quem sou eu. A vida me apagou um pouco as vezes eu me sinto tingida de preto e branco, o dia a dia e o trabalho estressante tem acabado comigo, é pode acreditar nisso eu que luxava em tranquilidade no meu antigo trabalho dei uma virada de 360° agora estou na loucura campineira. Eu adorava escrever para você sabia? Ainda é tão bom, eu não sei se você sabe eu estou apaixonada e praticamente casada, mas minha relação com você é diferente e especial, se você também estiver nessa de casada fala pra mulher não ficar com ciumes não, meu amor por você é outro é algo mais intelectual rsrs.
  
   Um beijo minha querida, toda sorte do mundo para você e quando sentir saudades me escreva você sabe onde me encontrar.
 
Imagem
Anúncios

A Segunda Etapa

    Por enquanto dividi a minha vida em duas etapas a primeira antes dos 18 anos e a segunda depois, vou deixar para falar do passado outra hora, hoje as palavras querem só o agora.

     Apesar de passar muito rápido a segunda etapa tem se mostrado tão satisfatória e curiosa, não quer dizer que seja as mil maravilhas, mas que a mentalidade levemente refinada nos leva a ter outras percepções do que passamos e como enfrentamos isso. Claro que ainda somos 80% impulsão, porem pensando pelo lado positivo da coisa melhoramos significativamente depois dos 18 visando que antes éramos 99% impulsos vejo uma melhora em potencial.

     Logo após os 18 até por volta dos 21 somos claramente confundidas com de menor o que não é ruim ao meu ver, lembro que foi uma época e tanto conheci tantas pessoas em um curto espaço de tempo e todo aquele abismo que me separava das pessoas foi sumindo, eu fiquei tão comunicativa e diferente posso até dizer engraçada coisa que na infância não tinha nada a ver comigo, foi uma mudança tanto social como física era evidente um brilho e uma beleza que talvez surja com a autoconfiança ou o foda se mesmo. Fui provando a vida e suas variações do amargo ao doce, errei e acertei só que posso ver hoje melhor do que ontem que as escolhas que tomamos nessa idade tem um reflexo maior do que na informalidade antes dos 18, um passo diferente revira sua vida em 360° para uma direção oposta, os perigos são mais evidentes só que menos visíveis e algo nos faz acomodar com mais facilidade, de repente temos raros encontros com nossos amigos que todos os dias estavam com a gente e a grande maioria se encontra casada ou com filhos e uns namorando por volta de uns tantos anos, tem os solteiros também com sua nova turma de amigos baladeiros. É evidente que o amor se torna diferente, serio, você sente a necessidade de firmar um compromisso para o resto de sua vida, mas não quer dizer que o faça ou que todos os amores dessa idade darão certo, só quero dizer que é diferente, especial, um amor com um pouco mais de tudo…

    A sensação de hoje é como alguns dizem por ai, “me sinto novo demais para algumas coisas e velho demais para outras.”

Beijos e boa segunda etapaImagem

começo

    Um blog literalmente forcefool…

 

    Estou naquele velho e permanente estado de mudança, a vida tomando rumos inesperados e de repente parece que você sempre esteve dormindo e acorda de um pesadelo.

 

    “Sinto que é hora de acordar”

Poema

Cazuza

Composição: Cazuza / Frejat

 

Eu hoje tive um pesadelo
E levantei atento, a tempo
Eu acordei com medo
E procurei no escuro
Alguém com o seu carinho
E lembrei de um tempo

Porque o passado me traz uma lembrança
Do tempo que eu era ainda criança
E o medo era motivo de choro
Desculpa pra um abraço ou consolo

Hoje eu acordei com medo
Mas não chorei, nem reclamei abrigo
Do escuro, eu via o infinito
Sem presente, passado ou futuro
Senti um abraço forte, já não era medo
Era uma coisa sua que ficou em mim
E que não tem fim

De repente, a gente vê que perdeu
Ou está perdendo alguma coisa
Morna e ingênua que vai ficando no caminho
Que é escuro e frio, mas também bonito porque é iluminado
Pela beleza do que aconteceu há minutos atrás